A jazida de cristal da Rodoviária

Em 1959, Juscelino Kubitschek foi chamado às pressas pelo engenheiro que chefiava a construção da­ Rodoviária do Plano Piloto. O presidente foi até a obra e viu com seus próprios olhos que, durante as escavações, haviam encontrado uma imensa jazida de cristal puro. Explorar aquele achado estava fora de questão, pois a rodoviária não poderia mais mudar de lugar. No entanto, havia a preocupação de que, se a notícia se espalhasse, muitos garimpeiros e curiosos fossem até o local e atrapalhassem o andamento do projeto de construção. JK, então, mandou cercar o lugar com proteção policial e acelerar a obra ao máximo, com trabalho incessante 24 horas por dia.

Construção da rodoviária em 1959

A ideia deu certo. A jazida foi inteiramente coberta pelo concreto e quase ninguém ficou sabendo daquela riqueza que está, até hoje, embaixo da rodoviária.

Um comentário em “A jazida de cristal da Rodoviária

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s